Research on Biomedical Engineering
https://rbejournal.org/article/doi/10.4322/rbeb.2012.045
Research on Biomedical Engineering
Original Article

Desgaste abrasivo de cimentos de ionômero de vidro convencionais

Abrasive wear of conventional glass ionomer cements

Cintra, Marx Bernardi; Bianchi, Eduardo Carlos; Freitas, Márcia Furtado Antunes de; Freitas, César Antunes de; Aguiar, Paulo Roberto de; Ulhoa, Michele Paoline de Marins

Downloads: 1
Views: 409

Resumo

Este trabalho tem por finalidade avaliar a resistência abrasiva de 3 diferentes marcas de cimento de ionômero de vidro (CIV) res tauradores, do tipo convencional, disponíveis no mercado nacional. Para isso foi utilizado o teste de agressividade, onde um disco di nâmico revestido com porcelana desgasta, em condições adequada mente estabelecidas, um disco estático revestido com o material res taurador estudado. Neste método valores menores de agressividade indicam maior resistência ao desgaste abrasivo. Foram confeccio nados 24 corpos de provas, sendo 8 para cada marca. As marcas de CIV avaliadas foram: Vidrion R (fabricado pela empresa brasileira SSWhite), Ketac Fil Plus (fabricado pela empresa americana 3M ESPE) e Fuji IX GP (fabricado pela empresa japonesa GC), que posteriormente foi substituído pela marca Vitro Fill (fabricado pela empresa brasileira DFL Indústria e Comércio Ltda.). Os materiais foram confeccionados de acordo com as instruções dos respectivos fabricantes. Os testes foram executados em duas etapas: na pri meira não houve controle do tempo de exposição ao ambiente, e as análises dos dados revelaram grande influência desta exposição na propriedade de resistência ao desgaste abrasivo. Em uma segun da etapa, o tempo de exposição foi rigidamente controlado, assim como a umidade do ar e a temperatura ambiente, desde a confecção dos corpos de prova até a finalização dos ensaios, obtendo-se assim os resultados desejados. Deste modo, além da classificação de cada marca de acordo com a resistência ao desgaste abrasivo, também foi mostrado que o tempo de exposição deste material ao ar ambiente deve receber atenção especial em trabalhos que versem sobre pro priedades mecânicas do cimento de ionômero de vidro.

Palavras-chave

Cimento ionômero de vidro, Resistência à abra são, Restauração dentária, Materiais dentários.

Abstract

An evaluation was made of the abrasive strength of three different brands of conventional glass ionomer cement (GIC) for dental restoration available on the Brazilian market. The evaluation was based on an aggressiveness assay in which, under pre established conditions, a disk coated with porce lain wears down a static disk coated with the restorative ma terial under study. According to this method, low aggressive ness values indicate high abrasive wear resistance. Eight test specimens were prepared for each brand, making a total of 24 specimens. The GIC brands evaluated here were Vidrion R (manufactured by the Brazilian enterprise SSWhite), Ketac Fil Plus (manufactured by the American enterprise 3M ESPE) and Fuji IX GP (manufactured by the Japanese enterprise GC), lately replaced by Vitro Fill (manufactured by the Brazilian enterprise DFL Indústria e Comércio Ltda.). The materials were prepared following the instructions of their respective producer. The assays were carried out in two stages: in the first, the exposure time of the materials was not controlled, and the data analysis revealed the strong influence of this exposure on the property of abrasive wear resistance of those materials. In the second stage, the exposure time, air humid ity and ambient temperature were strictly controlled from the preparation of the test specimens up to the conclusion of the assays. Thus, in addition to classifying each GIC brand according to its abrasive wear resistance, it was also shown that their exposure time to ambient air should receive spe cial attention in studies of the mechanical properties of glass ionomer cements.

Keywords

Abrasive wear, Glass ionomer cement, Dental restorations, Dental materials.
5889fb635d01231a018b45ed rbeb Articles
Links & Downloads

Res. Biomed. Eng.

Share this page
Page Sections